Nos caminhos da Espanha

5
Detalhe de escultura no Parc Güell, Barcelona, Espanha

A Espanha é um país europeu localizado na Península Ibérica. Seu território limita-se com Portugal, a oeste; com o Mar Mediterrâneo, a leste e ao sul; e com a França e o oceano Atlântico, ao norte. Com seu clima ensolarado, vastas paisagens, uma famosa região costeira, extensas cadeias de montanhas e milhares de anos de história e cultura, a Espanha é sem dúvidas um dos destinos preferidos de muitos turistas e amantes da fotografia.

É numa viagem para a Espanha que podemos apreciar, por exemplo, as reminiscências movimento contracultural La Movida em Madrid, e os delírios arquitetônicos de Gaudí, em Barcelona. Num país de regiões autonômicas e Comunidades, sublinhe-se entre elas a Galiza, o país Basco, Castela – La Mancha, e as ilhas Baleares e Canárias.

Como chegar

  • Aéreo: Existem voos diretos para a Espanha que saem de São Paulo, Campinas, Rio de Janeiro e Recife, operados pela Iberia e pela Latam. O principal aeroporto da Espanha é Aeroporto Internacional de Barajas em Madrid, que fica a apenas 12 quilômetros do centro da cidade. Existem ainda outros aeroportos espanhóis importantes, inclusive servidos por companhias low cost como EasyJet e Ryanair, são os de Sevilha, Málaga, Barcelona, Valência e os das ilhas Canárias, como Tenerife e Lanzarote.
  • Terrestre: Uma das formas mais divertidas de chegar à Espanha é por via terrestre. Apesar de fazer fronteira terrestre com apenas três países (Andorra, França e Portugal), há muitos ônibus e trens que servem o país. O serviço ferroviário entre Lisboa e Madri leva 9h30 e custa a partir de 80 euros. Entre Barcelona e Toulouse são 5h30 e a passagem sai por 100 euros. Alugar um carro e circular pela Península Ibérica ou cruzar os Pirineus também é uma ótima experiência.

 

Quando ir

Esse é um destino turístico para conhecer durante todo o ano, as escolhas vão depender do tipo de atividades que se procura. Os meses ideais para fazer uma visita são os meses de maio, junho e setembro, e também os meses de abril e outubro nas regiões mais a sul. São as melhores épocas para não arriscar no clima – e fugir ao calor extremo (na Andaluzia chega-se aos 45 graus com facilidade nos meses de verão; e em Madrid, no mês de agosto a cidade fica quase deserta).

Moeda do país

A moeda utilizada na Espanha é o euro, assim como em outros países da União Europeia. Existem oito moedas diferentes: 1, 2, 5, 10, 20 e 50 centavos, e 1 e 2 euros. Em relação às notas, existem sete diferentes, das seguintes quantidades: 5, 10, 20, 50, 100, 200 e 500. Neste site você consegue verificar o valor do euro atualizado.

Como circular

Uma boa alternativa para conhecer o país é viajar de trem, já que a Espanha tem em torno de 15 mil quilômetros de ferrovias. A companhia Renfe  serve com pontualidade boa parte do país, inclusive os principais destinos turísticos. Ônibus também são boas alternativas, um pouco mais baratas que os trens, mas com jornadas mais demoradas.

Se preferir viajar de carro, você vai trafegar sem dificuldade por autopistas de primeira linha. Porém, se o objetivo é ganhar tempo, o avião é a alternativa mais indicada. Companhias como Iberia, VuelingRyanair e Europa possuem voos domésticos e internacionais, com algumas promoções.

Vale lembrar

  • Para viajar à Espanha não precisa tomar nenhuma vacina específica. Como em qualquer lugar, é recomendado ter atualizada a vacina antitetânica, caso pretenda estar em contato com a natureza, bem como estar com a carteira de vacinação em dia. As autoridades espanholas, de forma excepcional, poderão realizar exames médicos nos viajantes para constatar que não possuem nenhuma das enfermidades de quarentena, contempladas no Regulamento Sanitário Internacional.
  • Brasileiros não precisam de visto para entrar no país se forem ficar até 90 dias.
  • De acordo com o Tratado de Schengen, para viagens à grande parte de países europeus, é obrigatório contratar um seguro viagem/assistência de viagem, com valor mínimo de 30.000 euros, para garantir assistência médica por doença ou acidente.

Fonte do texto

BARCELONA

Barcelona é uma cidade mediterrânea cosmopolita que incorpora em seu traçado urbano vestígios romanos, distritos medievais e os mais belos exemplos de modernismo e vanguardas do século XX. Não surpreendentemente, a UNESCO declarou Patrimônio Mundial edifícios emblemáticos do famoso arquiteto catalão Antoni Gaudí.

Venha viajar por Barcelona e traga bastante disposição, pois esta é uma cidade de múltiplas possibilidades. Um destino onde o visitante encontra museus, monumentos, praças, igrejas, praias, restaurantes, bares, casas noturnas e mais uma série de opções.

Chegada a cidade

Não há voos diretos das principais capitais brasileiras para Barcelona, mas há opções com conexões nas mais diversas partes da Europa. Voos da companhia aérea Ibéria, por exemplo, partem de São Paulo e fazem conexão em Madri, já as empresas Alitalia e British Airways fazem o trecho Rio-Barcelona com paradas em Roma e Londres.

Aqueles que já estiverem no continente europeu também podem aproveitar as ofertas das companhias aéreas low cost, como a EasyJet (saindo de Berlim, Londres, Paris e Milão), a Vueling (saindo de Amsterdã, Atenas, Munique).

Na Estação de França chegam e partem trens para localidades como Madri, na Espanha, Milão, na Itália, Montpellier e Paris, na França, e Zurique, na Suíça. A viagem de Madri até a capital da Catalunha, por exemplo, dura em média 2 horas e 40 minutos. Dessa forma, o passageiro acaba chegando mais rápido do que se estivesse indo de avião.

Quando ir

Barcelona foi agraciada com um clima mediterrâneo e os períodos mais indicados para quem vai em busca de dias agradáveis é de maio a junho e de setembro a outubro.

Mas se você é daqueles que adoram altas temperaturas e umidade, pode visitar a cidade entre julho e agosto, mas deve ficar atento aos preços de hospedagem. Uma das épocas mais caras da cidade é neste período. Para saber como está o clima em Barcelona agora clique aqui. 

O que levar na mala

No verão coloque na mala roupas leves, sapatos confortáveis, porque você vai andar bastante e roupas de banho, se você gosta de ir à praia. Também não esqueça de levar o filtro solar, pois o sol não costuma dar muita trégua nessa época. No outono e no inverno, leve casacos, capas e sapatos apropriados para enfrentar o frio e a chuva, roupas de baixo, as chamadas “segunda-pele”, meias térmicas, gorros, cachecóis e luvas.

Como Circular

Usar o transporte público da cidade pode ser uma ótima escolha e uma opção mais em conta é o Barcelona Travel Card. Ao adquirir um cartão de 2, 3, 4 ou cinco dias (14€, 20€, 25.50€ e 30.50€, respectivamente), o usuário pode fazer o uso livre dos transportes públicos da cidade dentro do período escolhido. O metrô de Barcelona também é eficiente e atende muito bem aqueles que estão a passeio na cidade.

Para adquirir o seu bilhete (válido para o metrô, ônibus ou funicular), dirija-se a uma das máquinas de venda existentes nas estações. É só escolher o idioma e seguir as instruções para comprar o bilhete único (€2.15). A maior parte das atrações da cidade encontram-se na Zona 1. Se você tem um smartphone, faça o download de um aplicativo do metrô e isso irá ajudá-lo bastante a planejar as suas viagens dentro da cidade.

Barcelona é uma cidade incrível para passeios a pé, uma boa maneira de explorar cada cantinho da cidade, admirar a arquitetura dos prédios e monumentos. Os táxis não são a opção de transporte mais econômica em Barcelona, mas uma corrida pode acabar não saindo tão cara, dependendo da distância percorrida. Em Barcelona, opte sempre pelos táxis oficiais, nas cores amarela e preto (a luz verde encima do veículo indica se ele está livre ou não) ou Uber.

Onde ficar

Há inúmeras opções de hospedagem. Os hotéis de design são a bola da vez, mas também é enorme a variedade de hotéis instalados em edifícios históricos conhecidos como Paradores de Turismo, além de resorts, hotéis de grandes redes e pensões familiares.

Os hostales são as alternativas mais baratas. Neles, além dos quartos coletivos para os mais aventureiros, há cada vez mais opções de privacidade, conforto e banheiro no quarto. Em geral, é possível encontrar acomodação confortável para duas pessoas a partir de 60 a 80 euros. Outra boa pedida é alugar um apartamento por temporada, através da Airbnb.

A dica, no entanto, é tentar reservar o seu hotel com uma certa antecedência ou optar por alternativas como os apartamentos de temporada, que, em geral, aliam boas localizações, acomodações e preços.

Caso a acomodação escolhida em Barcelona fique um pouco afastada dos principais pontos turísticos e atrações da cidade certifique-se de que o local seja bem servido de transporte público, como o Metrô, por exemplo.

Nós optamos por ficar no hotel Ibis Barcelona Pza Glòries 22, por ser localizado a 4km do centro da cidade e por fazermos parte do programa de fidelidade da rede Accor (Le Club), ao qual participamos. A estação de metrô mais próxima é a Glòries (L1 – Linha Vermelha), que fica a 10 minutos do hotel (800m).

A seguir, algumas regiões de Barcelona onde você pode se hospedar e também deve reservar um tempo para explorá-las:

Bairro Gótico – local que um dia abrigou a cidade romana de Barcino, é uma região onde você vai encontrar muitas construções antigas, como casarões e palácios, bons restaurantes (os famosos bares de tapas), bares e comércio. A dica é se perder nas charmosas ruelas do bairro e explorar cada cantinho…e sem pressa!

6
As ruelas do Barri Gòtic (“Bairro Gótico”), Barcelona, Espanha

La Rambla e região – a famosa rua é conhecida como a “artéria vital de Barcelona”, uma avenida voltada para pedestres com um comércio vibrante, restaurantes (nem sempre os melhores), hotéis e muito mais. Experimente ir andando da Praça da Catalunha (Plaça de Catalunya) até o finalzinho da La Rambla. Toda a área – tanto de dia quanto à noite – tem uma energia contagiante!

La Barceloneta – nesta região você vai encontrar o balneário mais famoso de Barcelona. E além da praia em si, com uma excelente infraestrutura para o turista, diga-se de passagem, a área reúne excelentes restaurantes e bares.

El Eixample – o vibrante bairro foi erguido em meados de 1860, depois da demolição das muralhas medievais. Lá o visitante vai encontrar vários exemplares de construções modernistas e mais uma série de atrações imperdíveis!

Onde comer

Se você ainda não teve a oportunidade de frequentar um bar ou restaurante de tapas, prepare-se para apaixonar-se pelas pequenas e tradicionais porções de petiscos, servidas em toda a Espanha e também em estabelecimentos espalhados ao redor do mundo.

Na verdade, é muito provável que em Barcelona o visitante tenha uma experiência gastronômica incrível, principalmente se o local escolhido for um bar de tapas. E ao listarmos alguns pratos imperdíveis, já podemos começar pela clássica paella, à base de arroz, frutos do mar e açafrão. Acompanhada de um bom vinho local.

Os preços em Barcelona costumam variar bastante e a verdade é que a cidade tem opções de restaurantes para todos os perfis de viajantes, desde os mais econômicos aos com orçamento mais livre. Os famosos bares de tapas, por exemplo, não costumam ser caros, lembrando, também, que o menu do dia geralmente é a melhor alternativa para os que desejam comer bem pagando menos.

O que fazer:

Barcelona é uma cidade cheia de possibilidades. Um destino onde o visitante encontra excelentes museus, monumentos, belas praças, igrejas, praias, restaurantes, bares, casas noturnas e mais uma série de opções.

Grande parte das principais atrações de Barcelona estão situadas na cidade velha e uma das dicas mais importantes é perder-se pelas ruelas antigas e charmosas. Andar sem pressa, apreciar as diversas construções antigas e também conhecer os cafés da cidade vai dar um ar ainda mais delicioso para a sua viagem.

Com o Barcelona Card, um cartão que vale 2, 3, 4 ou 5 dias, o visitante vai utilizar o transporte público da cidade de maneira ilimitada, garantir a entrada em uma série de atrações sem enfrentar filas e ganhar descontos. O cartão pode ser adquirido em algum dos escritórios de turismo de Barcelona ou online, com desconto. Para adquirir o seu clique aqui. Confira algumas atrações:

  • Gaudí e Modernismo: Não deixe de conhecer as criações desse mestre chamado Antoni Gaudí e uma das obras mais famosas do arquiteto, a Catedral da Sagrada Família, um dos símbolos de Barcelona. Vale lembrar que você tem que comprar seu ingresso antecipado, pois as filas da bilheteria costumam ser enormes e nem sempre há horários disponíveis para visita às torres. La Pedrera (Casa Milà) e Casa Batllò também devem ser visitadas e ficam no Passeig de Gràcia, no centro, bem pertinho uma da outra.
  • Montjuïc e a Fonte Mágica: Subir a montanha do Montjuïc é um dos programas mais legais da cidade. Nesta montanha vai encontrar Poble Espanyol, o Museu Caixaforum, o complexo olímpico, o Museu Nacional de Arte da Catalunha (MNAC) e o Castelo. Lá de cima do Castelo você vai encontrar uma vista incrível. Uma das atrações mais famosas da montanha é a Fonte Mágica, que durante o ano faz espetáculos de luz, música e água.
  • Passear pelo Bairro Gótico: Quando a gente viaja para uma cidade é legal conhecer um pouco da sua história. O mais legal das cidades da Europa é que elas tem mais de 2000 anos de história, começando lá no tempo dos romanos. Barcelona é assim, uma cidade de 2014 anos! No Bairro Gótico você encontrará vestígios de ruínas romanas, construções medievais, prédios e praças do século XIX que te contarão a evolução da cidade.
  • As praias: Barcelona é uma cidade de cara para o mediterrâneo. Se estiver aqui no verão não deixe de ir à praia. Não se espante com os peladões e nem com as mulheres de topless. Se estiver na cidade no inverno não deixe de visitar as praias e dar um delicioso passeio pela orla.
27
Píer na praia de Sant Miquel, Barcelona, Espanha
  • Las Ramblas e La Boqueria: Barcelona é mundialmente conhecida por Las Rambla. Um calçadão que começa na Plaza Cataluña e termina no Port Vell. Caminhar por ela é um passeio obrigatório. Não deixe de olhar para cima e para os lados para não perder os detalhes arquitetônicos. Em Las Ramblas, precisamente em La Rambla de Las Flores, que está o mercado mais famoso do mundo: La Boqueria. Um mercado com origens medieval que foi instalado na região no século XIX.
25
O Mercado de São José, popularmente conhecido como La Boqueria, Barcelona, Espanha
  • Museus: A cidade tem museus incríveis, a sede do Museu Picasso e Mirò. Além deste dois ainda há o MNAC e no MACBA (Museus de Arte Contemporânea). Outro museu muito recomendável é o Museu de História da Cidade, com a cidade romana em baixo.
  • Montanha do Tibidabo: Durante o inverno o parque fica fechado e o transporte para lá é limitado. No entanto, em outros períodos é fácil chegar lá. Nesta montanha vai ter a oportunidade de visitar um parque do começo do século XX, uma igreja e ainda enxergar uma vista incrível da cidade.

Fonte do texto

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s